197 professores da UFF declaram apoio a Flavio e Jô


A campanha dos professores Flavio Serafini e Josiane Peçanha para a prefeitura de Niterói ganhou um massivo apoio de sua categoria nesta reta final de campanha. Seu site http://sejasol.org/ publicou uma carta defendendo o nome dos dois com a assinatura de nada menos que 197 professores da UFF e mais 16 outros professores universitários da cidade que trabalham na UFRJ, UFRRJ, Unirio ou UERJ. São cientistas e pesquisadores das mais variadas áreas de conhecimento e dos mais diversos institutos e faculdades das instituições de ensino.


Tanto Flavio quando Josiane já estudaram na UFF e possuem forte vínculo com a universidade e suas lutas contra os ataques que a educação pública vem sofrendo nos últimos anos. Com um programa de governo que aposta na centralidade do investimento em educação para combater a desigualdade social em Niterói, a chapa dos professores Flavio e Jô conta hoje com o quase que irrestrito dos educadores na cidade.


Confira a carta na íntegra:


Carta de apoio à candidatura de Flavio Serafini e Josiane Peçanha (PSOL) à Prefeitura de Niterói

Enfrentamos um cenário difícil no país. A política dos governos nos últimos anos tem sido fragilizar a saúde, a educação e a assistência social, inclusive com a redução do orçamento dessas áreas, ano após ano. A lógica de utilização oportunista da crise para potencialização de projetos de privatização e retirada de direitos também avançou sobre a educação através do ensino remoto, um projeto que aprofunda as desigualdades sociais, precariza o trabalho docente e retira da Universidade e da Escola sua função social.

Ultimamente temos um dos maiores ataques, Bolsonaro e Guedes encaminharam ao Congresso Nacional a PEC 32, a chamada Reforma Administrativa, que pretende mudar radicalmente o papel do Estado brasileiro quanto às políticas públicas e suas implicações para os servidores e servidoras públicos, pois redunda em alterações profundas no ser e no fazer do serviço público, no significado e na própria existência dos órgãos públicos em todas as esferas: federal, estadual e municipal. A pandemia reafirmou para nossa cidade todas as suas mazelas e suas profundas desigualdades sociais.

As eleições municipais colocam o debate político na ordem do dia e nós, professores e professoras da UFF – Universidade Federal Fluminense, que assinam esse manifesto, por compreender o papel que o município pode exercer em parceria com a Universidade Federal Fluminense, declaramos apoio à candidatura de Flavio Serafini e Josiane Peçanha para a Prefeitura de Niterói. Uma candidatura da classe trabalhadora com um programa capaz de deter tanto o projeto político atualmente dominante, pautado pela conciliação de classes de um prefeito historicamente curvado aos interesses dos grandes empresários e dos políticos corruptos a seu serviço, como as ambições de poder da extrema direita de ideário protofascista. Uma candidatura de esquerda radicalmente comprometida com a promoção e a defesa das liberdades democráticas, dos direitos humanos e sociais, do meio ambiente e com o combate às desigualdades e opressões, com o objetivo de transformar a realidade individual e coletiva. Um programa que, distante do fundamentalismo conservador e das políticas privatistas, aposta na valorização da Escola pública e da Universidade Pública, do SUS e da Ciência e Tecnologia com recursos disponíveis para a garantia de direitos por meio da ampliação dos serviços públicos municipais, priorizando a educação pública, a saúde pública, a mobilidade urbana, o acesso à moradia e a serviços públicos que assegurem qualidade de vida para todos e todas, a partir da defesa de recursos públicos somente para políticas públicas e universais e estabilidade, assegurando direitos do servidor e da servidora público como pilares fundamentais para o serviço público de qualidade, na contramão da contrarreforma administrativa proposta por Bolsonaro.

Por um novo amanhã, votamos 50 para a Prefeitura de Niterói e estamos com o professor Flavio Serafini e a professora Josiane Peçanha para vencer o fascismo e as velhas máfias em nossa cidade!

Assinam:

Docentes da Universidade Federal Fluminense

  1. Abrahão de Oliveira Santos – Instituto de Psicologia – UFF

  2. Adilson Cabral – Departamento de Comunicação Social – UFF

  3. Adriana Soares – Serviço Social Campos – UFF

  4. Alejandra Estevez – Departamento Multidisciplinar – ICHS VR – UFF

  5. Alexandre Moraes – Instituto de História – UFF

  6. Amanda Ornella – Instituto de Saúde Coletiva – UFF

  7. Ana Cabral – Psicologia ICHS VR – UFF

  8. Ana Claudia Cruz da Silva – Departamento de Antropologia – UFF

  9. Ana Cláudia Lima Monteiro – Instituto de Psicologia – UFF

  10. Ana Isabel de Azevedo Spínola Dias – Departamento de Ciências da Natureza RO- UFF

  11. Ana Lívia Adriano – Escola de Serviço Social – UFF

  12. Ana Lucia Enne – Departamento de Estudos Culturais e Mídia – UFF

  13. Ana Motta – Departamento de Sociologia ICHF – UFF

  14. Ana Paula Mauriel – Escola de Serviço Social – UFF

  15. Ana Paula Lopes dos Santos – Instituto de Psicologia – UFF

  16. André Rodrigues – Instituto de Educação de Angra dos Reis – UFF

  17. Angela Siqueira- Aposentada Faculdade de Educação – UFF

  18. Angela Tamberlini Rabello – Faculdade de Educação – UFF

  19. Andrea Vale – Escola de Serviço Social – UFF

  20. Andréa Serpa – Faculdade de Educação – UFF

  21. Antônio Carlos Rafael Barbosa – Departamento de Antropologia – UFF

  22. Arley José Silveira da Costa – Psicologia ICHS VR – UFF

  23. Armando Cypriano Pires – Instituto de Saúde Coletiva – UFF

  24. Aurea Cristina Santos Dias – Escola de Serviço Social – UFF

  25. Beatriz Adura – Instituto de Psicologia – UFF

  26. Bernadete Mourão – Instituto de Psicologia – UFF

  27. Bianca Imbiriba Bonente – Faculdade de Economia -UFF

  28. Bianca Novaes – Psicologia ICHS VR – UFF

  29. Bruno Ferreira Teixeira – Serviço Social RO – UFF

  30. Caio Nogueira Hosannah Cordeiro – Escola de Arquitetura e Urb