paulo eduardo gomes peg horizontal gabin

Paulo Eduardo Gomes

(Vereador)

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

Ensinado pela luta dos trabalhadores e pelo movimento sindical, do qual participou ativamente enquanto trabalhador da Embratel, em 1996 Paulo Eduardo foi candidato pela primeira vez a prefeito de Niterói pelo PT ficando em segundo lugar, com mais de 29 mil votos, contra Jorge Roberto Silveira (PDT). Foi em 2000 eleito vereador a primeira vez, com a incrível votação de 6.550 votos. À época ele assumia a importante tarefa de recuperar o mandato perdido com a morte do combativo vereador João Batista Petersen. 

 

Em 2002, foi o primeiro parlamentar do PT a questionar nas ruas o projeto de reforma da previdência proposto pelo recém eleito Lula; junto com os deputados Luciana Genro e Babá participou dos primeiros movimentos para criação de um novo partido socialista. Reeleito com expressiva votação devido à luta contra a especulação imobiliária, em defesa da saúde, educação e da população mais pobre, seguiu firme e coerente defendendo um projeto de mudança para Niterói em 2004. Em 2005, diante da traição e degeneração irreversível do PT, que se entregou à lógica do capital e se afundou em escândalos como o do mensalão, Paulo Eduardo se desfiliou do partido junto a centenas de militantes e ingressou no Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

 

Desde então, concorreu novamente a prefeitura de Niterói em 2008, dando uma linda lição de unidade da esquerda com a Frente de Esquerda, e conseguindo 22 mil votos. 

 

Desde 2012 é vereador de Niterói. Em seu atual mandato, Paulo Eduardo foi eleito presidente da Comissão de Saúde e Bem Estar Social da Câmara Municipal, e vem atuando em conjunto com os usuários e trabalhadores para valorizar os funcionários municipais de saúde, além de melhorar os equipamentos e as condições das unidades de saúde da cidade. O mandato é um reforço necessário na luta pelo controle social do SUS e no combate a todas as formas de privatização da saúde através das Organizações Sociais (OSs), fundações de direito privado e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Para lutar contra esses ataques, o mandato quer fortalecer a Frente Nacional de Saúde, do Fórum Estadual de Saúde e do Fórum contra a Privatização das Políticas Públicas de Niterói.

 

Ao lado dos trabalhadores e estudantes, PEG segue na defesa da ampliação dos direitos sociais contra as tentativas de privatização da saúde, educação, dos espaços e recursos públicos. Seu mandato está a serviço da construção de uma sociedade verdadeiramente democrática com participação e justiça socioambiental, em defesa dos trabalhadores.