#28A | Trabalhadores de todo o Brasil realizarão Greve Geral dia 28 de Abril

11/04/2017

O 28 de abril (#28A) será o Dia Nacional de Greve Geral para parar o Brasil e está sendo convocado de maneira unitária pelas centrais sindicais CUT, UGT, CSP-Conlutas, Nova Central, CGTB, CSB, CTB, Intersindical e Força Sindical, além das frentes de movimento social Povo Sem Medo, Brasil Popular e Esquerda Socialista.

 

O objetivo do #28A é mobilizar os trabalhadores de todo o Brasil contra a reforma da previdência, a reforma trabalhista, o PL da terceirização e diversas outras medidas do governo ilegítimo Michel Temer (PMDB) que retiram direitos sociais da classe trabalhadora de forma cada vez mais acelerada.

 

Entenda a Reforma da Previdência:

A coordenação da CSP-Conlutas esteve reunida nos últimos dias 7, 8 e 9 de abril em São Paulo e deliberou coletivamente algumas tarefas para a organização do #28A:

 

1) Organizar Comitês Contra as Reformas e de organização da Greve Geral em todo o país;

 

2) Realizar assembléia e votar a Greve Geral em todas as categorias e locais de trabalho;

 

3) Estimular e organizar comitês unitários da Greve Geral nas cidades, estados, bairros, local de trabalho, estudo e moradia ou regiões;

 

4) Participar em unidade de ação de fóruns, frentes ou comissões do movimento que tenham por objetivo organizar a Greve Geral;

 

5) Dar ampla divulgação dos materiais unitários das centrais sindicais, bem como agilizar (via avaliação de nossa Secretaria Executiva) a confecção, impressão e divulgação de materiais próprios de nossa Central referentes à Greve Geral, com conteúdo da luta contra as reformas;

 

6) Avançar ainda mais nas iniciativas de mídia de nossa central com eixo Greve Geral e destacando a organização e ação dos Comitês;

 

7) Durante o mês de abril, realizar atividades de agitação nos estados e municípios, incluindo a pressão sobre os (as) parlamentares, seja nos aeroportos ou em suas casas e escritórios estaduais, para exigir que se posicionem publicamente contra a reforma da previdência e trabalhista.

 

8) Organizar atividades no dia 19 de abril na câmara dos deputados, com representação das entidades, caso entre em pauta a votação da Reforma Trabalhista.

 

9) Dia 28 de abril: Greve Geral!

 

10) Fazer chamado, desde já, a todas as centrais por uma grande manifestação na votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados;

 

11) Construir atos unitários e classistas no 1º de Maio;

 

12) Organizar coleta de votos ao Plebiscito pela Auditoria da Dívida, contra a Reforma da Previdência e Trabalhista e contra a terceirização;

 

13) Seguir fortalecendo a luta de nossos povos originários (índios, quilombolas etc.) na defesa da demarcação ou da retomada de suas terras e, nesse contexto, apoiarmos o acampamento “Terra Livre” que ocorrerá de 24 a 28 de abril.

 

14) Incorporar no dia 28 de abril a denúncia dos acidentes, lesões e mortes no trabalho: Dia Mundial contra o Acidente de Trabalho.

 

15) Pela vida das mulheres. Nenhuma a menos, nenhum direito a menos! Greve Geral Já!

 

Please reload

Destaques

08 razões para ser contra a educação domiciliar

04/02/2020

1/9
Please reload

Mais notícias
Please reload

Arquivo de postagens
Please reload

PSOL | Partido Socialismo e Liberdade

Diretório Municipal de Niterói/RJ - Rua Doutor Celestino, 06 - Centro / CEP: 24020-091

Telefone: (21) 3619-5208 | e-mail: psol50niteroi@gmail.com

 

O conteúdo deste site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.