Já são 17 prédios, institutos e câmpus da UFF ocupados contra PEC 55

30/11/2016

 Foto: Assembleia de ocupação ICHF UFF

Luiz Fernando Nabuco/ADUFF SSind

 

Com a ocupação do prédio de Biologia, a Universidade Federal Fluminense chegou ao número de 17 ocupações estudantis divididas entre seus diversos prédios, institutos ou câmpus fora da sede. Em Niterói está a ocupação Preta e estão ocupados Bloco A do Gragoatá, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Instituto de Letras, Escola de Serviço Social, Instituto de Pedagogia, Instituto de Arte e Comunicação Social, Faculdade de Direito, Escola de Arquitetura e Urbanismo, Instituto de Geociências, Instituto de Química, Instituto de FísicaInstituto de Biologia, além dos câmpus Rio das Ostras, Pádua, Macaé, Volta Redonda e Campos dos Goytacazes.

 

A principal pauta que unifica todas as diversas ocupações estudantis é a contrariedade à PEC 55, proposta de emenda constitucional de Michel Temer (PMDB) que institui o congelamento dos investimentos públicos, como saúde, educação, moradia, entre outros, por 20 anos. Segundo o governo federal, essas são medidas necessárias para que o país continue pagando em dia os juros da sua dívida pública, que nunca foi auditada e entrega mais de 40% do orçamento do Brasil para bancos privados todos os anos. 

 Foto: Ocupa ICHF UFF

 

Entre debates, aulas públicas, palestras, rodas de conversa, refeições coletivas e atividades culturais, os estudantes parecem estar reinventando o cotidiano da universidade e colocando na prática a utopia de uma outra escola possível. Uma escola que não só discute o que está preso às "grades" e "disciplinas" de um currículo escolar, mas também o que está a sua volta e sua realidade concreta. Além dos aulões de português, história e matemática, depois das ocupações os espaços também começaram a contar com ensinamentos de permacultura, yoga, música,  artes, sarais culturais e diversos temas da atualidade foram discutidos. Inúmeros foram os debates e rodas de conversa na universidade durante as últimas semanas, praticamente todas organizadas ou estimuladas pelas ocupações estudantis. E o que é melhor, tudo com participação de gente de dentro mas também de fora da universidade.

Foto: Ocupa Aterrado/Volta Redonda

 

O alto grau de mobilização do movimento estudantil, devido às ocupações, fez com que a UFF, sozinha, fosse responsável por 15 ônibus (quase 700 estudantes) na caravana nacional contra a PEC 55 em Brasília/DF. O comboio estudantil foi acompanhado por mais 3 ônibus de técnicos. A capital federal recebeu uma manifestação de mais de 30 mil pessoas covardemente reprimida pela polícia nesta terça (19), mas mesmo assim o Senado aprovou o congelamento dos investimentos públicos por 20 anos por 62 votos a favor e 14 contra.

 Foto: Caravana Nacional Contra PEC 55 (Brasília/DF)

Mídia Ninja

 

Please reload

Destaques

Talíria Petrone: “Escolhi ser mãe e sigo defendendo a legalização do aborto”

01/13/2020

1/6
Please reload

Mais notícias
Please reload

Arquivo de postagens
Please reload

PSOL | Partido Socialismo e Liberdade

Diretório Municipal de Niterói/RJ - Rua Doutor Celestino, 06 - Centro / CEP: 24020-091

Telefone: (21) 3619-5208 | e-mail: psol50niteroi@gmail.com

 

O conteúdo deste site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.